Fórum 1001Blogs - Amostras Gratis, Passatempos e Oportunidades!
Olá Convidado, seja bem-vindo ao Fórum 1001Blogs,

Neste Fórum podes ganhar:
1) Amostras Grátis
2) Prémios ao participar em Passatempos Online
3) Dinheiro com várias Oportunidades partilhadas por vários membros.

Para teres acesso ao conteúdo tens que ter o registo completo. Só após validação no teu email, é que poderás fazer o Login! Inventa um Username original, caso contrário, poderás ter erro no registo.

Vê o video para facilitar o registo - https://www.youtube.com/watch?v=g4-p3a4pUGQ



Atenciosamente,

1001Blogs - Pedro Diogo Freitas
APLICATIVO GRÁTIS
Parceiros Oficiais


Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada





Publicidade

Lingerie funcional ganha cada vez mais adeptas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Lingerie funcional ganha cada vez mais adeptas

Mensagem por Gasosa em Sex 09 Out 2009, 2:39 pm

Sim, é possível reduzir medidas sem regime, afinar a cintura ou esconder a barriguinha sem encarar uma cirurgia plástica, levantar e aumentar o bumbum e os seios sem implantar silicone. O segredo para tamanho "milagre" são as lingeries funcionais, como são chamadas aquelas que moldam o corpo feminino, pelo menos temporariamente.

As mulheres aplaudiram tanto essas peças que, hoje, há um arsenal no mercado, oferecido por várias marcas do ramo. O interesse não vem apenas das consumidoras maduras, mas também das jovens e magras. Motivo: as roupas de tecidos molinhos e leves marcam o corpo até mesmo de quem não está acima do peso.

Aliando tecnologia de ponta e design, fabricantes colocaram nas prateleiras modelos bonitos e, conforme garantem, confortáveis, que não prejudicam a circulação, nem impedem a "respiração" da pele. "O setor passou por uma revolução ao unir sensualidade, acabamentos que não machucam e malha mais fina que não causa desconforto", ressalta Gaíta Mello, gerente de criação da Scala e TriFil. Razão pela qual a fabricante tem vendido feito água o body longo shape da Scala, que modela barriga, abdome, costas e culote, e ainda vem com alças destacáveis, que se adaptam a vários tipos de decotes. Tudo isso sem achatar o bumbum, mas, sim, evidenciar as curvas.

Como o design dessas peças se modernizou, as mulheres não ficam mais parecidas com um ET. Este avanço significa muito para as consumidoras, pois não precisam mais sair correndo para tirar e esconder a lingerie antes de um encontro amoroso, para que o affair não se assuste com o modelo esquisito. Um exemplo atual são as lingeries funcionais que vestem a garota-propaganda da Hope, a atriz Juliana Paes. Essas peças são um sucesso de venda desde o seu lançamento, em Abril.

Uma delas é a tanga control da Hope, que, apesar do nome, não tem nada de minúscula: vai até a altura do umbigo para modelar a região, disfarçando barriguinha e pneuzinhos. "Funciona como uma cinta, porém, ficou mais elegante ao adquirir uma linguagem fashion e atual", afirma Aline Blanco, gerente de produtos da Hope.

Seguindo esses princípios, outro lançamento que também caiu nas graças das brasileiras foi o sutiã de ombreiras removíveis, que voltaram mais discretas e femininas do que aquelas usadas nos anos 80. A peça serve tanto para mulheres que querem disfarçar ombros estreitos como também para quem deseja estruturar as roupas, acompanhando as tendências das passarelas.



Mas existem muito mais novidades nesse mundo do levanta-aumenta-reduz-disfarça. Por isso, vale pesquisar bastante antes de comprar. Hoje, tem modelo para ser usado depois da cirurgia plástica nos seios, como o sutiã top control da marca Un.i., ou sutiã específico para a prática esportiva, com reforço extra, o que ajuda a evitar que os seios balancem demais.

Para seios grandes e flácidos, a Liz desenvolveu um bojo de tripla ação: base super reforçada, com pressão moderada nas laterais, de forma que as gordurinhas não saltem nem marquem a roupa. "Com esse sutiã, superamos o desafio de sustentar e remodelar os seios sem deformá-los, por meio de uma nova e exclusiva tecnologia", explica a executiva Ligia Buonamici Costa, diretora de marketing e de desenvolvimento de produtos da marca.

Já a Duloren colocou uma versão renovada para o terrível espartilho, que, de tão apertado, fazia as mulheres desmaiarem, provocava deformações e atrofiava as costelas, causando sérios problemas de postura e de saúde. Para afastar o estigma, a peça foi batizada de cinturita e não tortura mais ninguém.


Barriga-tanquinho

A tecnologia parece não ter fim. A Lupo acabou de lançar uma blusinha, chamada Slim, que parece uma camiseta, mas tem várias funções: comprime o estômago e a barriga, e sustenta os seios, como um sutiã. Por conta de sua modelagem, pode até ficar à mostra. Atenta às altas temperaturas climáticas do País, a fabricante desenvolveu um tecido, à base de microfibra e elastano, para não esquentar demais a pele.



Como se não bastasse, existe até calça modeladora que promete ativar a circulação sanguínea, aumentar a elasticidade da pele e, consequentemente, prevenir a celulite. Esse tecido, chamado de emana, é uma das grandes novidades do mercado. Desenvolvidas pela Rhodia, as fabricantes aguardam o aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para que iniciem a publicidade maciça de bermudas íntimas. Usadas embaixo de saias, elas moldam o quadril e evitam o atrito entre as coxas, responsável por assaduras.


E não dá para falar em celulite sem citar a bermuda Invel, única no mercado com resultados comprovados, e registrada pela Anvisa. Ao contrário das lingeries funcionais, esse produto específico recebe o banho de uma substância que penetra nas fibras do tecido. O contato com o calor da pele ativa raios infravermelhos, que estimulam o metabolismo celular. Mas para que dê resultados, é recomendado o uso por seis horas, durante 30 dias consecutivos. Por isso, a mulherada acaba usando-a embaixo da roupa ou até mesmo para dormir.

A Triumph acabou de lançar uma linha chique, chamada pure shaper. "As mulheres procuram cada vez mais produtos confortáveis, mas também com benefícios", diz Ralf Hofmann, do Departamento de Desenvolvimento de Produtos. "Foi para atendê-las que desenvolvemos peças que reduzem medidas, modelam o corpo e os glúteos."

Nesse sedutor nicho de mercado, existem também os acessórios funcionais voltados para as roupas íntimas. A Underforms é a marca que mais oferece apetrechos para solucionar incômodas situações diárias. Foi assim que surgiu aquela alça de silicone transparente. Em 2002, a empresa começou com 15 itens e hoje bate a casa dos 40, mas em novembro chegam novidades que ainda permanecem em segredo.

Um dos produtos mais conhecidos da Underforms é o adesivo hipoalergênico para sustentar os seios, sem marcar a roupa. Mas há muito mais: extensores para que o sutiã não aperte nas costas, protetor de ombros para aliviar a pressão causada pelas alças, conversor de sutiã que o adapta para qualquer modelo e deixa as costas à mostra, etc. "Assim como a criatividade, as necessidades femininas são tantas que a produção fica ilimitada", atesta Marcelo Schmiliver, diretor de marketing da Underforms.

Gasosa
VIP 1001blogs

Mensagens : 10573
Data de inscrição : 14/09/2008
Idade : 32
Localização : Alverca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum