Fórum 1001Blogs - Amostras Gratis, Passatempos e Oportunidades!
Olá Convidado, seja bem-vindo ao Fórum 1001Blogs,

Neste Fórum podes ganhar:
1) Amostras Grátis
2) Prémios ao participar em Passatempos Online
3) Dinheiro com várias Oportunidades partilhadas por vários membros.

Para teres acesso ao conteúdo tens que ter o registo completo. Só após validação no teu email, é que poderás fazer o Login! Inventa um Username original, caso contrário, poderás ter erro no registo.

Vê o video para facilitar o registo - https://www.youtube.com/watch?v=g4-p3a4pUGQ



Atenciosamente,

1001Blogs - Pedro Diogo Freitas
APLICATIVO GRÁTIS
Parceiros Oficiais


Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada





Publicidade

releituras 1001

Página 6 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Sex 05 Abr 2013, 3:46 am

Alguma coisa aconteceu comigo. Alguma coisa tão estranha que ainda não aprendi o jeito de falar claramente sobre ela. Quando souber finalmente o que foi, essa coisa estranha, saberei também esse jeito. Então serei claro, prometo. Para você, para mim mesmo. Como sempre tentei ser. Mas por enquanto, e por favor, tente entender o que tento dizer.
É com terrível esforço que te escrevo. E isso agora não é mais apenas uma maneira literária de dizer que escrever significa mexer com funduras - como Clarice, feito Pessoa. Em Carson McCullers doía fisicamente, no corpo feito de carne e veias e músculos. Pois é no corpo que escrever me dói agora. Nestas duas mãos que você não vê sobre o teclado, com suas veias inchadas, feridas, cheias de fios e tubos plásticos ligados a agulhas enfiadas nas veias para dentro das quais escorrem líquidos que, dizem, vão me salvar.
Dói muito, mas eu não vou parar. A minha não-desistência é o que de melhor posso oferecer a você e a mim neste momento. Pois isso, saiba, isso que poderá me matar, eu sei, é a única coisa que poderá me salvar. Um dia entenderemos talvez.
Por enquanto, ainda estou um pouco dentro daquela coisa estranha que em aconteceu. É tão impreciso chamá-la assim, a Coisa Estranha. Mas o que teria sido? Uma turvação, uma vertigem. Uma voragem, gosto dessa palavra que gira como um labirinto vivo, arrastando pensamentos e ações nos seus círculos cada vez mais velozes, concêntricos, elípticos. Foi algo assim que aconteceu na minha mente, sem que eu tivesse controle algum sobre o final magnético dos círculos içando o início de outros para que tudo recomeçasse. Todos foram discretos, depois, e eu também não fiz muitas perguntas, igualmente discreto. Devo ter gritado, e falado coisas aparentemente sem sentido, e jogado coisas para todos os lados, talvez batido em pessoas.
Disso que me aconteceu, lembro só de fragmentos tão descontínuos que. Que - não há nada depois desse que dos fragmentos - descontínuos. Mas havia a maca de metal com ganchos que se fechavam feito garras em torno do corpo da pessoa, e meus dois pulsos amarrados com força nesses ganchos metálicos. Eu tinha os pés nus na madrugada fria, eu gritava por meias, pelo amor de Deus, por tudo o que é mais sagrado, eu queria um par de meias para cobrir meus pés. Embora amarrado como um bicho na maca de metal, eu queria proteger meus pés. Houve depois a máquina redonda feita uma nave espacial onde enfiaram meu cérebro para ver tudo que se passava dentro dele. E viram, mas não me disseram nada.
Agora vejo construções brancas e frias além das grades deste lugar onde me encontro. Não sei o que virá depois deste agora que é um momento após a Coisa Estranha, a turvação que desabou sobre mim. Sei que você não compreende o que digo, mas compreenda que eu também não compreendo. Minha única preocupação é conseguir escrever estas palavras - e elas doem, uma por uma - para depois passá-las, disfarçando, para o bolso de um desses que costumam vir no meio da tarde. E que são doces, com suas maçãs, suas revistas. Acho que serão capazes de levar esta carta até depois dos muros que vejo a separar as grades de onde estou daquelas construções brancas, frias.
Tenho medo é desses outros que querem abrir minhas veias.Talvez não sejam maus, talvez eu apenas não tenha compreendido ainda a maneira como eles são, a maneira como tudo é ou tornou-se, inclusive eu mesmo, depois da imensa Turvação. A única coisa que posso fazer é escrever - essa é a certeza que te envio, se conseguir passar esta carta para além dos muros. Escuta bem, vou repetir no teu ouvido, muitas vezes: a única coisa que posso fazer é escrever, a única coisa que posso fazer é escrever.


Primeira Carta Para Além dos Muros - Caio Fernando Abreu

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Sex 05 Abr 2013, 4:02 am

Mas se você não me procura, é porque consegue viver bem.

Não sei mais falar, abraçar, dar beijos, dizer coisas aparentemente simples como "eu gosto de você". Gosto de mim.

Tô tão só, Zézim. Tão eu-eu-comigo.

A todo instante lembro de quando estava tudo em aparente paz.(...) um jogo onde não haveria vencedor nem vencido, apenas um gentil fracasso final compactuado e compartilhado amável por ambas as partes.

Embora não conheça o ponto onde devo chegar, é para lá que me dirijo cego, aos trancos.

Embora eu costumasse dizer que não era bom, absorvia vibrações, todas as vibrações, as energias. Boas, más, todas.

Não tem coisa melhor (nem pior) do que gente.

Procurando com meus olhos, ando viciado em coisas lentas, lentas e essenciais, em música e, sobretudo, estou viciado em silêncio.

Caio

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Sex 05 Abr 2013, 4:19 am

"Eu sou uma eterna apaixonada por palavras. Música. E pessoas inteiras. Não me importa seu sobrenome, onde você nasceu, quanto carrega no bolso. Pessoas vazias são chatas e me dão sono. Gosto de quem mete a cara, arrisca o verso, desafia a vida. Eu sou criança. E vou crescer assim. Gosto de abraçar apertado, sentir alegria inteira, inventar mundos, inventar amores. O simples me faz rir, o complicado me aborrece".

Caio Fernando de Abreu

Very Happy

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Ter 09 Abr 2013, 1:27 am

Ontem na tarde loura e de aquarela,
alguém me perguntou: "Como vai ela?
Como vai teu amor?" - Eu respondi:
" Não sei. Uma mulher passou na minha vida,
mas não lembro... " E, nessa hora comovida,
como nunca lembrava-me de ti!

E menti por pudor... A mágoa que alvoroça
nosso peito é tão santa, tão pura, tão nossa
que se esconde aos demais.
E se uma voz indaga contristada:
" Estás sofrendo?" - "Não, não tenho nada..."
E é quando a gente sofre mais...

( Menotti del Picchia)

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por komodore em Ter 09 Abr 2013, 9:36 am

"No fim, tudo se resume a isto, a um querer forte, a um suave toque, a um respirar e a um olhar. No fim, tudo se resume em nada, pois o nada nada teme, e quem não deve já se sabe. Temos então um início, onde a vida começa, onde tudo é novo, tudo se quer aprender e conhecer, tocar, cheirar, comer, correr e saltar. Vem a idade dos porquês, do primeiro bacio, do fim das fraldas, do início do conhecimento. Depois a idade que eu denomino idade da prateleira, até cerca de atingir a maioridade. Rebeldia, coragem ou falta dela, ciúmes, recuos ou avanços conforme a timidez, a primeira namorada, a primeira relação, o primeiro, segundo e mais telemóveis, as saídas à noite e as borbulhas na cara. Idade de quem sabe tudo e já nada conta aos pais. Pois, quem não se lembra de passar essa fase? Depois vem a maturidade, onde se começa a pensar antes de agir, de aprender a sorrir com pouca coisa, as primeiras preocupações com o estado do carro, as primeiras prestações da casa nova, independência, saídas à noite, o primeiro emprego, sim, emprego pois de trabalho ninguém quer saber, aquela pessoa que nos leva ao altar e o primeiro filho. Portanto, em meia dúzia de linhas, sem quase nos dar-mos conta, já somos quase avós. Pois, a vida tem um início e tão belo e puro ele é, antes de acabar numa decadência de factos, traições e bênçãos. No fim, tudo se resume a isto, a um querer forte de viver, um conseguir respirar puro e a um olhar no futuro, tal qual como nos convém!"


Nada como reler algumas... antiguidades minhas.

komodore
VIP 1001blogs

Mensagens : 14263
Data de inscrição : 12/03/2010
Idade : 37
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Ter 09 Abr 2013, 3:09 pm

As Máscaras

Menotti Del Picchia


O teu beijo é tão doce, Arlequim... O teu sonho é tão manso, Pierrô... Pudesse eu repartir-me encontrar minha calma dando a Arlequim meu corpo... e a Pierrô, minha alma! Quando tenho Arlequim, quero Pierrô tristonho, pois um dá-me prazer, o outro dá-me o sonho! Nessa duplicidade o amor todo se encerra: Um me fala do céu...outro fala da terra! Eu amo, porque amar é variar e , em verdade, toda razão do amor está na variedade... Penso que morreria o desejo da gente se Arlequim e Pierrô fossem um ser somente. Porque a história do amor só pode se escrever assim: Um sonho de Pierrô E um beijo de Arlequim!

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Ter 09 Abr 2013, 3:09 pm


Beleza

Menotti Del Picchia


A beleza das coisas te devasta como o sol que fascina mas te cega. Delas contundo a luminosa entrega nunca se dá, melhor, nunca te basta. E a imensa paz que para além te arrasta quanto mais se te esquiva ou te renega... Paz tão do alto e paz dessa macega que nos campos esplende à luz mais casta. A beleza te fere e todavia afaga, uma emoção (sempre a primeira e nunca repetida) que conduz o teu deslumbramento para um dia à noite misturado, na clareira em que te sentes noite em plena luz.

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Ter 09 Abr 2013, 3:13 pm

O poeta pede ao seu amor que lhe escreva

Vladimir Maiakovski


Amor de minhas entranhas, morte viva, em vão espero tua palavra escrita e penso, com a flor que se murcha, que se vivo sem mim quero perder-te. O ar é imortal. A pedra inerte nem conhece a sombra nem a evita. Coração interior não necessita o mel gelado que a lua verte. Porém eu te sofri. Rasguei-me as veias, tigre e pomba, sobre tua cintura em duelo de kordiscos e açucenas. Enche, pois, de palavras minha loucura ou deixa-me viver em minha serena noite da alma para sempre escura.

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 15 Abr 2013, 8:42 pm

Poeta? Não sei se sou poeta;
Sou só mais um dos que limpam o pó às palavras,
embelezam os sentimentos.
E acreditam que cada vida é um "pedaço" do sol de cada dia…

< Emílio Miranda/"Simples-mente

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por komodore em Qui 18 Abr 2013, 1:15 pm

Como eu quero ser,
No meu retorno,
Um pedaço do teu sol de cada dia...

Como eu fui,
Outrora desanimado,
Preterido pela alegria..

komodore
VIP 1001blogs

Mensagens : 14263
Data de inscrição : 12/03/2010
Idade : 37
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Ter 28 Maio 2013, 10:19 pm

"
Fica comigo. Fica comigo aqui. Sentamo-nos a olhar o céu. A ver as pessoas a passar. E dá-me a mão de mansinho. Dá-me a mão e abraça-me e fica comigo aqui. "

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por 1001blogs em Qua 29 Maio 2013, 10:02 am

Dana_bebek escreveu:"
Fica comigo. Fica comigo aqui. Sentamo-nos a olhar o céu. A ver as pessoas a passar. E dá-me a mão de mansinho. Dá-me a mão e abraça-me e fica comigo aqui. "

olha a poeta
que tal a estadia fora de portugal
a correr bem?











------------------A minha assinatura ------------------------------------------------
O meu facebook...
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

1001blogs
Admin

Mensagens : 65641
Data de inscrição : 21/05/2008

Ver perfil do usuário http://www.1001blogsforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 29 Maio 2013, 1:14 pm

a estadia esta a correr bem, adoro estar ca e estou a amar namorar o meu afilhado lindo, mas infelizmente amanhã já volto para perto de voces Sad

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 29 Maio 2013, 8:49 pm

" Parece magia. A forma como me dás arrepios ao olhar para ti. Borboletas na barriga que esvoaçam sem parar por te observar. Parece magia que me apaixones com tanta força. "

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 29 Maio 2013, 8:52 pm

"E se pudéssemos ver um anoitecer assim todos os dias, não haveriam noites em que não tivéssemos em nós todos os sonhos do mundo "

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 05 Jun 2013, 11:13 pm

"...E a vida me persiga
Com as miserias mais subtis e menos gloriosas,
As decepçoes mais insolitas,
Humilhaçoes mais reconditas
E raras,
Para que enfim se extinga em mim a veleidade
De tambem ir atras de nem sei que felicidade...

(...)

Farei lategos! cilicios
Para me moldar as chicotadas."

Jose Regio

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por 1001blogs em Sex 07 Jun 2013, 6:13 pm

Dana_bebek escreveu:"...E a vida me persiga
Com as miserias mais subtis e menos gloriosas,
As decepçoes mais insolitas,
Humilhaçoes mais reconditas
E raras,
Para que enfim se extinga em mim a veleidade
De tambem ir atras de nem sei que felicidade...

(...)

Farei lategos! cilicios
Para me moldar as chicotadas."

Jose Regio
avatar todo catita
és mãe? Razz bounce bounce bounce











------------------A minha assinatura ------------------------------------------------
O meu facebook...
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

1001blogs
Admin

Mensagens : 65641
Data de inscrição : 21/05/2008

Ver perfil do usuário http://www.1001blogsforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Sab 08 Jun 2013, 7:43 pm

ahaha, pedrito, tu sabes bem que nao.. apesar que se costuma dizer que os padrinhos são os 2os pais, por isso eu sou como uma 2a mae Wink

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 19 Jun 2013, 3:17 am

Só isso se guarda: o amor e as palavras.

Ele continuará a existir em ti, porque o amor tem o dom de permanecer debaixo da pele e no brilho dos olhos de quem o guarda.

Só isso se guarda: o amor e as palavras.

A coragem de os viver por inteiro.
O amor e as palavras exigem coragem, cariño. Tu sempre o soubeste, como ele.

Inês Pedrosa
in Carta a Pilar del Rio

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Sab 06 Jul 2013, 3:03 am


É um adeus...
Não vale a pena sofismar a hora!
É tarde nos meus olhos e nos teus...
Agora,
O remédio é partir discretamente,
Sem palavras,
Sem lágrimas,
Sem gestos.
De que servem lamentos e protestos
Contra o destino?
Cego assassino
A que nenhum poder
Limita a crueldade,
Só o pode vencer a humanidade
Da nossa lucidez desencantada.
Antes da iniquidade
Consumada,
Um poema de líquido pudor,
Um sorriso de amor,
E mais nada.

Adeus/Miguel Torga

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Sab 06 Jul 2013, 3:16 am

...Quem dera
Que sintas
As dores
De amores
Que louco
Senti!
Quem dera
Que sintas!...
— Não negues,
Não mintas...
Eu vi!

Casimiro de Abreu

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Sab 06 Jul 2013, 3:21 am

Chove? Nenhuma Chuva Cai...
Então onde é que eu sinto um dia
Em que ruído da chuva atrai
A minha inútil agonia ?

Onde é que chove, que eu o ouço?
Onde é que é triste, ó claro céu?
Eu quero sorrir-te, e não posso,
Ó céu azul, chamar-te meu...

E o escuro ruído da chuva
É constante em meu pensamento.
Meu ser é a invisível curva
Traçada pelo som do vento...

E eis que ante o sol e o azul do dia,
Como se a hora me estorvasse,
Eu sofro... E a luz e a sua alegria
Cai aos meus pés como um disfarce.

Ah, na minha alma sempre chove.
Há sempre escuro dentro de mim.
Se escuro, alguém dentro de mim ouve
A chuva, como a voz de um fim...

Os céus da tua face, e os derradeiros
Tons do poente segredam nas arcadas...

No claustro sequestrando a lucidez
Um espasmo apagado em ódio à ânsia
Põe dias de ilhas vistas do convés

No meu cansaço perdido entre os gelos,
E a cor do outono é um funeral de apelos
Pela estrada da minha dissonância...

<Fernando Pessoa/"Cancioneiro"

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por komodore em Qua 10 Jul 2013, 10:18 am

O Egoísmo dos Homens

Isto de saber que é nos enterros que melhor se manifesta o egoísmo dos homens, não é novo. Vem nos livros. Mas é conveniente experimentar. É sempre bom ir uma, duas, três, vinte vezes atrás de um caixão, e ver como a pouco e pouco o mar de gente se reduz e fica em nada. Como, de tantos amigos, chegam ao cemitério apenas três, e esses três, furiosos por não terem podido escapar-se.

Miguel Torga, in "Diário (1936)"

komodore
VIP 1001blogs

Mensagens : 14263
Data de inscrição : 12/03/2010
Idade : 37
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qui 11 Jul 2013, 1:51 am

"Por isso eu tomo ópio
É um remédio
Sou o convalescente do Momento
Moro no rés do chão do pensamento
E ver passar a Vida faz-me tédio"

Àlvaro de Campos "Opiário"

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qui 11 Jul 2013, 1:54 am

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."
Álvaro de Campos "Tabacaria"

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum