Fórum 1001Blogs - Amostras Gratis, Passatempos e Oportunidades!
Olá Convidado, seja bem-vindo ao Fórum 1001Blogs,

Neste Fórum podes ganhar:
1) Amostras Grátis
2) Prémios ao participar em Passatempos Online
3) Dinheiro com várias Oportunidades partilhadas por vários membros.

Para teres acesso ao conteúdo tens que ter o registo completo. Só após validação no teu email, é que poderás fazer o Login! Inventa um Username original, caso contrário, poderás ter erro no registo.

Vê o video para facilitar o registo - https://www.youtube.com/watch?v=g4-p3a4pUGQ



Atenciosamente,

1001Blogs - Pedro Diogo Freitas
APLICATIVO GRÁTIS
Últimos assuntos
Parceiros Oficiais


Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada





Publicidade

releituras 1001

Página 11 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... , 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qui 03 Abr 2014, 2:22 am

Sou poeta em potencial.

Falta-me e sobra amor, dor, sentir, vergonha na cara, dinheiro (claro), coragem, medo, sono, fome, preguiça.

Eu sou excessos e sou ausências. A miopia e a visão apurada. E quem dirá que não sou completo?

Sou completamente certo de quê completo sou. Minhas faltas não me fazem ser meio. Não existe meio poeta? Existe?

Não há como ser metade, estamos todos fadados a ser inteiros e sendo assim, sou completo e repleto em cada verso que escapa.

Até os versos mancos, aqueles brancos e sem métrica, já nascem completos e repletos. Completos de palavras e repletos de mim.

Não há quem discorde, que cada verso e acorde, já são completos também, antes de virar canção. Da mesma forma sou eu. E não ousem dizer que não. Sou poeta inteirinho, mesmo sem ter coração.

Não sou um quase nada ou um a quase tudo. Eu sou, apenas, poeta. Filho da poesia que faz da vida a eternidade em versos. E até para ser quase é preciso ser.

E, eu, já sou poeta. Completamente.

Voraz e Efêmera

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 14 Abr 2014, 9:58 pm

O Amor e o Tempo Pela montanha alcantilada
Todos quatro em alegre companhia,
O Amor, o Tempo, a minha Amada
E eu subíamos um dia.

Da minha Amada no gentil semblante
Já se viam indícios de cansaço;
O Amor passava-nos adiante
E o Tempo acelerava o passo.

— «Amor! Amor! mais devagar!
Não corras tanto assim, que tão ligeira
Não pode com certeza caminhar
A minha doce companheira!»

Súbito, o Amor e o Tempo, combinados,
Abrem as asas trémulas ao vento...
— «Porque voais assim tão apressados?
Onde vos dirigis?» — Nesse momento,

Volta-se o Amor e diz com azedume:
— «Tende paciência, amigos meus!
Eu sempre tive este costume
De fugir com o Tempo... Adeus! Adeus!

António Feijó, in 'Sol de Inverno'

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 05 Maio 2014, 11:40 pm

"Essa pessoa não vai chegar de repente, ela vai chegar devagar. Ela não vai chegar para te dar susto, e sim para te acalmar. De todos os problemas, aflições e dificuldades. Essa pessoa vai simplesmente, sem poréns, te compreender. Não vai chegar para te levar às alturas, como paixões loucas que nos fazem sofrer, perder a fome e nos morder de ansiedade numa sexta feira à noite. Ela vai te ensinar a não ter medo de altura. Ensinar que paixão não é amor. Amor é amor e isso basta. Mais do que isso não será necessário explicar. E você vai naturalmente acreditar. Assim, amar vai te dar uma fome surreal de viver."

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 07 Maio 2014, 9:41 pm

"Não sei a mulher que sou, mas sei a mulher que não sou. Não sou a mulher que se esconde nos tachos, a mulher que se cala nas horas, que se entrega ao embuste da segurança, à fraude suportável de ver passar o tempo. Não. Não sou. Não sou a mulher do fado e das lágrimas, a mulher do enfado e das rotinas, dos sonhos que se arrastam pelas esquinas. Não. Não sou. Não sou mulher de sorrisos quando existe a gargalhada, de aldeias quando existe o mundo. Não sou nem um milímetro menos do que aquilo que posso ser, e se um dia cair, foi porque tentei saltar e não porque preferi aceitar."

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 02 Jun 2014, 2:36 am

“Provavelmente é isto um casamento; provavelmente é isto o que tempo faz a duas pessoas que se gostam; transforma-as em corpos que se partilham sem nada; corpos que se partilham sem mais nada;
e dividem-se os dias; dividem-se as horas;
e espartilham-se os sonhos;
um casal feliz é um casal que mantém os sonhos.

Se não te faz sonhar: então não é amor.”

Pedro Chagas Freitas

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 02 Jun 2014, 2:40 am

Comecei a amar-te no dia em que te abandonei.

Foram as palavras dele quando, dez anos depois, a encontrou por mero acaso no café. Ela sorriu, disse-lhe “olá, amo-te” mas os lábios só disseram “olá, está tudo bem?”. Ficaram horas a conversar, até que ele, nestas coisas era sempre ele a perder a vergonha por mais vergonha que tivesse naquilo que tinha feito (como é que fui deixar-te? como fui tão imbecil ao ponto de não perceber que estava em ti tudo o que queria?), lhe disse com toda a naturalidade do mundo que queria levá-la para a cama. Ela primeiro pensou em esbofeteá-lo e depois amá-lo a tarde toda e a noite toda, de seguida pensou em fugir dali e depois amá-lo a tarde toda e a noite toda, e finalmente resolveu não dizer nada e, lentamente, a esconder as lágrimas por dentro dos olhos, abandonou-o da mesma maneira que ele a abandonara uma década antes. Não era uma vingança nem sequer um castigo – apenas percebeu que estava tão perdida dentro do que sentia que tinha de ir para longe dali para ir para dentro de si. Pensou que provavelmente foi isso o que lhe aconteceu naquele dia longínquo em que a deixara, sozinha e esparramada de dor, no chão, para nunca mais voltar.

De tudo o que amo és tu o que mais me apaixona.

Foram as palavras dela, poucos minutos depois, quando ele, teimoso, a seguiu até ao fundo da rua em hora de ponta. Estavam frente a frente, toda a gente a passar sem perceber que ali se decidia o futuro do mundo. Ele disse: “casei-me com outra para te poder amar em paz”. Ela disse: “casei-me com outro para que houvesse um ruído que te calasse em mim”. Na verdade nem um nem outro disseram nada disso porque nem um nem outro eram poetas. Mas o que as palavras de um (“amo-te como um louco”) e as palavras de outro (“amo-te como uma louca”) disseram foi isso mesmo. A rua parou, então, diante do abraço deles.

Pedro Chagas Freitas
in "Prometo Falhar"

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 02 Jun 2014, 2:43 am

" recusar pensar quando há os teus lábios (...) a cocaína dos teus dedos na minha pele,
quem inventou a droga não conhecia o amor, parece-me evidente(...) "

Que barulho faz a chuva quando te abraço assim?,(...)
ontem o teu cabelo cheirava a abraço (...)
que desgraça és tu que me fazes feliz? (...)"


Pedro C.Freitas

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qui 05 Jun 2014, 2:13 am

Desde que Te Conheço

invade-me uma grande calma quando penso em ti. sinto-me bem, disposto para as mais difíceis tarefas, para os mais complicados e demorados trabalhos. já não é na turbulência das noites (vividas na pressa) que encontro a vontade de escrever. as noites cansaram-me, ia acabando comigo de vez na desordem e na ânsia de viver. claro que continuo a sair à noite e a amar esse espaço fantástico que é a cidade. esta cidade que amo, mas tu estás nela também. a cidade mudou desde o instante em que nela entraste. já não percorro a noite numa angústia que se esquece e anula na bebedeira, ao nascer do dia. desde que te conheço tenho levado uma vida bastante regrada. deixei de beber. deixei de andar por aí a ver se alguém me pega ou se eu pego em alguém. acabou. tenho-te e sinto uma felicidade estranha a dominar-me. trabalho calmamente, com vagar, e avanço sem ser aos tropeções. leio e releio o que escrevo. tudo se torna, de texto em texto, mais preciso, mais próximo do que penso. escrevo somente (como de resto sempre fiz) o que me dá gozo e ao mesmo tempo me perturba. por isso odeio tanto reler-me. sinto-me perturbado. o que ficou escrito foge-me, parece já não me pertencer. no entanto, sei que estou ali, por trás de cada texto escrito. sinto que são ainda parte integrante de mim - raramente me consigo desligar (friamente) do que escrevi, mesmo que o tempo tenha tentado apagar as motivações que me levaram, na altura, a escrever o que ficou escrito.

Al Berto, in "Diários (26 Abril 1991)"

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 30 Jun 2014, 4:38 am

"Às vezes me lembro dele. Sem rancor, sem saudade, sem tristeza. Sem nenhum sentimento especial a não ser a certeza de que, afinal, o tempo passou. Nunca mais o vi, depois que foi embora. Nunca nos escrevemos. Não havia mesmo o que dizer. Ou havia? Ah, como não sei responder as minhas próprias perguntas! É possível que, no fundo, sempre restem algumas coisas para serem ditas. É possível também que o afastamento total só aconteça quando não mais restam essas coisas e a gente continua a buscar, a investigar — e principalmente a fingir. Fingir que encontra. Acho que, se tornasse a vê-lo, custaria a reconhecê-lo."
— Caio Fernando Abreu

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 30 Jun 2014, 4:42 am

"Às vezes me lembro dele. Sem rancor, sem saudade, sem tristeza. Sem nenhum sentimento especial a não ser a certeza de que, afinal, o tempo passou. Nunca mais o vi, depois que foi embora. Nunca nos escrevemos. Não havia mesmo o que dizer. Ou havia? Ah, como não sei responder as minhas próprias perguntas! É possível que, no fundo, sempre restem algumas coisas para serem ditas. É possível também que o afastamento total só aconteça quando não mais restam essas coisas e a gente continua a buscar, a investigar — e principalmente a fingir. Fingir que encontra. Acho que, se tornasse a vê-lo, custaria a reconhecê-lo."
— Caio Fernando Abreu

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 30 Jun 2014, 4:24 pm

poema de W.H.Auden: 
 
Stop all the clocks, cut off the telephone,
Prevent the dog from barking with a juicy bone,
Silence the pianos and with muffled drum
Bring out the coffin, let the mourners come. 
 
Let aeroplanes circle moaning overhead
Scribbling on the sky the message He Is Dead,
Put crepe bows round the white necks of the public doves,
Let the traffic policemen wear black cotton gloves. 
 
He was my North, my South, my East and West,
My working week and my Sunday rest,
My noon, my midnight, my talk, my song;
I thought that love would last for ever: I was wrong.
 
The stars are not wanted now: put out every one;
Pack up the moon and dismantle the sun;
Pour away the ocean and sweep up the wood.
For nothing now can ever come to any good.

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Sex 25 Jul 2014, 2:24 am

Então um lado meu pensa: é sina, é fado, é destino, é maldição. Outro lado pensa: não, é mera neurose, de alguma forma sutil devo construir elaboradamente essa rejeição. Crio a situação, e ouço um não. Desta vez, eu tinha tanta certeza. E penso: os deuses me traíram, os búzios me atraiçoaram, as cartas me mentiram (…) e tudo não deixa de ser teatral, meio engraçado. Mas há também uma dorzinha verdadeira no fundo. A pequena gota de sangue, como um rubi.

Caio F. (Cartas)

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Dom 21 Set 2014, 2:45 am

" A morte não é nada.
Eu somente passei para o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês continuarei a sê-lo.
Dêem-me o nome que sempre me deram, falem comigo como sempre fizeram.
Vocês continuam a viver no mundo das criaturas, eu vivo agora no mundo do Criador.
Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim.
Que o meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo, sem nenhum traço de sombra ou tristeza.
A vida significa tudo o que ela sempre significou.
O fio não foi cortado.
Porque estaria eu fora das vossos pensamentos, agora que estou apenas fora dos vossos olhos?
Eu não estou longe,apenas estou do outro lado do Caminho....
Vocês que aí ficam, sigam em frente, a vida continua, linda e bela como sempre foi. "


Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Th3lmuu90 em Dom 21 Set 2014, 11:24 am

Já algum tempo que não partilhavas nada. Smile

Th3lmuu90
Mestre 1001blogs

Mensagens : 7658
Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Madeira - Funchal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por 1001blogs em Dom 21 Set 2014, 12:44 pm

Th3lmuu90 escreveu:Já algum tempo que não partilhavas nada. Smile

Andava sem inspiração, será? Razz











------------------A minha assinatura ------------------------------------------------
O meu facebook...
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

1001blogs
Admin

Mensagens : 65644
Data de inscrição : 21/05/2008

Ver perfil do usuário http://www.1001blogsforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por qiu em Seg 22 Set 2014, 11:51 am

1001blogs escreveu:
Th3lmuu90 escreveu:Já algum tempo que não partilhavas nada. Smile

Andava sem inspiração, será? Razz

esta menina nunca perde a inspiração Razz

qiu
VIP 1001blogs

Mensagens : 26823
Data de inscrição : 22/01/2009
Idade : 42
Localização : VILA NOVA BARQUINHA

Ver perfil do usuário http://artecompaciencia.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 24 Set 2014, 8:10 pm

andava por ai... distraída...

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 24 Set 2014, 8:17 pm



Left Brain: I am the left brain. I am a scientist. A mathematician. I love the familiar. I categorize. I am accurate. Linear. Analytical. Strategical. I am practical. Always in control. A master of words and language. Realistic. I calculate equations and play with numbers. I am order. I am logic. I know exactly who I am.

Right Brain: I am the right brain. I am creativity. A free spirit. I am passion. Yearning. Sensuality. I am the sound of roaring laughter. I am taste. The feeling of sand beneath bare feet. I am movement. Vivid colors. I am the urge to paint on an empty canvas. I am boundless imagination. Art. Poetry. I sense. I feel. I am everything I wanted to be.

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 29 Set 2014, 9:43 pm

" Bom, não amamos a vida em si,
amamos lugares, animais, pessoas, recordações, comida, literatura, música...

E, as vezes, encontrámos alguém
que requer todo o amor que temos para dar.

E se perdemos essa pessoa,
achamos que tudo o resto vai parar também.
Mas tudo o resto continua.

Giraudoux disse que podemos sentir a falta de um único ser,
mesmo estando rodeados de inúmeros outros.
Essas pessoas são como figurantes,
turvam a nossa visão como uma nuvem,
são uma muralha.
São...são uma distracção indesejável.

E, assim, procuramos o esquecimento na solidão.
Mas a solidão... só nos faz definhar: "

Mr. Morgan's last love.

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 08 Jun 2015, 9:57 pm

E hoje? Depois de um dia cheio, quando os risos acabam e a noite pesa, quando deitares a cabeça na almofada: em que vais tu pensar?
Hoje, quando chegar a hora de adormecer, naqueles minutos que deveriam ser paz: que guerras tens tu para acalmar?
Hoje, na hora em que tudo acalma, na hora em que o silêncio entra: em que pensas tu? O que queres tu? O que afinal prescindes? O que te falta? O que já te sobra? O que questionas? Que respostas tens?

Hoje: como dormes tu?

- Rita Leston -

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Seg 08 Jun 2015, 10:06 pm

Há dias em que as saudades se desarrumam sozinhas. Como que se ganhassem vida própria e quisessem ir ter contigo, não me pedindo sequer autorização. Dias em que as saudades me calam a mim e falam directamente contigo.

Há dias em que as saudades entram em alvoroço.Travam batalhas contra a sanidade. Revolvem as horas dos dias e entram pelas horas da noite. Abrem a porta e deixam-te ficar.

Há dias em que as saudades te convidam a entrar. Servem-te um café e fazem-te sentar ao meu lado. Oferecem-te protecção do frio lá fora e convidam-te para passar a noite.

Há dias. De saudades.
Entra. A porta está aberta.

- Rita Leston -

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qui 06 Ago 2015, 9:23 pm

tenho vontade de deixar tudo e deitar-me, encostar-me a ti, pousar a cabeça, o corpo,
eu,
no descanso silencioso dos teus ombros,
e adormecer à procura de respostas,
quando acordarmos vou continuar cheio de perguntas,
mas tão completo de ti.

___________
in Queres casar comigo todos os dias, Bárbara?
Pedro Chagas Freitas

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qui 06 Ago 2015, 9:47 pm

What if you slept
And what if
In your sleep
You dreamed
And what if
In your dream
You went to heaven
And there plucked a strange and beautiful flower
And what if
When you awoke
You had that flower in you hand
Ah, what then?


Samuel Taylor Coleridge

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qui 06 Ago 2015, 9:49 pm

Alone, alone, all, all alone,
Alone on a wide wide sea!
And never a saint took pity on
My soul in agony.

Samuel Taylor Coleridge

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: releituras 1001

Mensagem por Dana_bebek em Qua 30 Set 2015, 10:29 pm

Minh'alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer razão de meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida...
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!

Tudo no mundo é frágil, tudo passa...
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!

E, olhos postos em ti, vivo de rastos:
"Ah! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: princípio e fim!..."

Florbela Espanca

Dana_bebek
VIP 1001blogs

Mensagens : 12074
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 29
Localização : gondomar

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 11 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... , 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum